Telemetria

Telemetria

A telemetria veicular é uma tecnologia que permite a coleta remota de informações de um veículo. Através desse sistema a gestão de frotas tem controle maior sobre dados como velocidade média, distância percorrida, consumo de combustível e temperatura do motor.
Você sabia que a telemetria, ou melhor, os sistemas de telemetria veicular é um jeito de obter informações sobre seus veículos?
Carros, caminhões, motos… Todos veículo produz informação.
Segundo uma pesquisa da consultoria McKinsey & Company, um automóvel consegue gerar, aproximadamente, 25 GB de informação por hora.

Objetivos e funções da telemetria

As principais funções da telemetria são: monitorar, emitir comandos à distância, por meio de centrais de controle e gestão e rastrear veículos ou situações remotas. A telemetria também se encarrega de fornecer dados sólidos a tomadores de decisão, como por exemplo, no caso da fórmula 1, aos chefes e engenheiros de equipes.
A obtenção de informações, por meio da interpretação dos dados produzidos pela telemetria é um de seus grandes objetivos, pois, dessa forma, empresas, agentes e usuários da tecnologia conseguem resolver problemas, propor soluções rápidas e analisar contextos de forma eficiente.

E como a telemetria funciona na prática?

Se você quer saber como a telemetria funciona na prática, acorde cedo no domingo e ligue a televisão para assistir a uma corrida de Fórmula 1. Talvez você veja um carro derrapar, até capotar, e pule do sofá de nervoso, mas logo avista o piloto saindo sem machucados dos escombros. Acredite: quem ajuda os pilotos a sair ilesos desses acidentes que parecem tão assustadores da sala de casa é a telemetria.
Como? Nos carros de Fórmula 1, há diversos sensores capazes de medir, com precisão, temperatura, pressão, carga mecânica e aerodinâmica, velocidade e distâncias percorridas. Essas informações são recolhidas por um computador de bordo e enviadas, por ondas de rádio, a antenas localizadas nos boxes.
Esses dados são analisados por engenheiros e transformados em gráficos capazes de descrever exatamente o que está acontecendo no carro, como cada um dos sistemas está funcionando. A partir disso – da telemetria –, os engenheiros conseguem projetar e aprimorar as diferentes peças do veículo de acordo com a demanda real, com o que de fato acontece na pista. Foi assim, graças ao uso inteligente da telemetria, que os carros de Fórmula 1 se tornaram mais potentes e mais seguros.